segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Montar um Cortador de Isopor Caseiro

Cortador de Simples Montagem e Baixo Custo

Componentes elétricos:

1 - Transformador 220V com saída 30V e 12A

2 - Dimer e 1 capasitor

3 - 2 metros de fio níquel-cromo número 27 ou 28

Problemas em encontrar o fio de níquel-cromo?

>> Conseguir Fio de Níquel-Cromo

Esta técnica utiliza um transformador com tensão e amperagem suficientes para aquecer o filamento d'um arco com capacidade de corte de placas de isopor com até um metro de largura (e expessura variada).


Entre o DIMMER e o transformador soldou-se um capacitor utilizando-se como suporte um bloquinho de madeira. Tanto faz o lado do capacitor mas as "pernas" nunca poderão encostar-se sendo necessário o isolamento com fita isolante.Este capacitor tem a seguinte referência: µ1 / K / 630 (B32693/R2)

O transfomador não pôde ser encontrado em lojas de artigos elétricos e foi encomendado em uma oficina de enrolamento de transformadores para quem informei as seguintes características:

  • Entrada: 220V e/ou 110V
  • Saída: 30V com 12 amperes

Atenção: antes de soldá-lo ao Capacitor/DIMMER não esqueça que a tensão de entrada do transformador deve ser a mesma da tomada da sua casa.

Por fim, conecte a tomada de saída para o arco de corte.

Como visto na foto acima, o arco nada mais é do que uma estrutura de madeira no formato de um "H, feito com caibros (4x2cm) de pinho obtido de caixotes achados na rua. A barra horizontal mede 1,18m de comprimento e as barras verticais, 0,6m. De um dos lados a barra vertical deverá ser fixa enquanto no outro, articulavel para permitir que o fio que cortará o isopor esteja sempre esticado pelo elástico superior. A fixação das barras verticais na horizontal se
através de 2 chapinhas metálicas para cada lado.

A imagem abaixo mostra o projeto concluído.

Na extremidade inferior desta foi amarrado o fio de níquel-cromo (ou também conhecido por "arame resistivo") utilizado em aparelhos de restaurantes, da bitola n° 30 (ou o n° 26, um pouco mais expesso), encontrado nas lojas de artigos elétricos (em Brasília na elétrica Faiad, SCLS 110, bloco C, loja 15, Asa Sul, tel 61 244-3366) e vendido em metro. Adquira aproximadamente 1,3m para permitir o enlace nos terminais do arco.

O fio vermelho/preto (tanto faz a cor) visto na foto é um fio comum que margeia a borda do "H", fixado com tiras de fita isolante (fitas adesivas e braçadeiras de plástico também servem), e faz circular a energia conforme o esquema abaixo:

O fio preto que é visto apoiado sobre a barra vertical direita nada mais é do que uma extensão do fio vermelho (usei restos de fios que tinha guardado em casa) e deve ter comprimento suficiente para permitir o movimento do arco com liberdade, sugerindo-se a extensão de no mínimo 3m até a tomada de saída do transformador.

Um elástico esticador (tensor ou pedaço de câmara de ar) é fixado na extremidade superior do "H" para manter o filamento sempre esticado pois na medida em que este se aquece tende a "afrouxar".


2 comentários: